Em março de 2017 iniciamos à presidência da AORJ pelos votos de confiança dos eleitores acadêmicos. Foi uma vitória provida de eleição democrática, livre e soberana.  Conquistei o cargo máximo desta Academia, que tanto amo, de uma forma honrosa; escolha pela dimensão de luta, esforço e dedicação, elementos presentes em minha vida. Vitória tão expressiva, dividimos com a Diretoria recém formada, seguindo o princípio da unidade, dentro da diversidade, “um compromisso de trabalho, dedicação, responsabilidade, imaginação e empenho”, marcas indeléveis dos dois anos e meio da nossa administração.
A Academia de Odontologia do Estado do Rio de Janeiro está cada vez mais saindo para o mundo, derrubando os muros e deixando-se consolidar como instituição científico-cultural na área da odontologia de qualidade, mantendo seus objetivos pioneiros de contribuir para a pesquisa, discussão e o aperfeiçoamento das práticas odontológicas, saúde pública e ciências afins.
Somos um organismo que pelo seu papel histórico e sua representatividade no meio científico, no meio político, cultural e profissional, temos que ser cada vez mais conscientes da necessidade de não atuar somente intramuros.
Com este pensamento a AORJ, criou o Centro de Estudos, segmento voltado para divulgação da ciência odontológica para dentistas e acadêmicos de odontologia.  A atualização em nossas mídias sociais (facebook,  instagram, home page, grupos de whatsapp), é uma constante na dinâmica e na rapidez que a informação exige.
A AORJ tem essa missão, que não é uma missão somente material, mas também intelectual, psicológica, científica e cultural. Temos uma responsabilidade fundamental, com a Justiça Social. E não haverá nunca Justiça Social no mundo enquanto não houver o direito ao acesso à Informação.
Temos convicção de estar no caminho certo até o momento, ao mesmo tempo premido pela necessidade da construção de um futuro, um caminho que não poderia ser outro senão o guiado pela determinação em transformar o nosso bem, no bem de todos.
A AORJ tem compromisso com a imortalidade. “Imortalidade é pensar que nós, como Academia, sempre estaremos aqui – não como pessoas, mas como Academia e como memória”. A imortalidade é um compromisso com o futuro. Os construtores do futuro sabem do compromisso não com a temporalidade, mas com a ”intemporalidade”.
Assim somos assim seremos até o fim. Nossa finalidade principal não é concluir, mas começar nova etapa.

AORJ SOMOS NÓS

Palavra do Presidente

Mauro Althoff
Presidente